Casa da Tuka
 

24 de fev de 2006

As crônicas de nada: o celular, o filme e a escola de samba

Ontem perdi a droga do meu celular. Coloquei o aparelho no bolso da frente da calça jeans e, poucos metros depois que saí de casa, dei pela falta do dito cujo. Voltei todo o caminho e perguntei a todos que via se haviam encontrado o tal aparelho. A resposta era sempre a mesma, claro: “não”. Fui a um orelhão e liguei: o espertinho que achou não perdeu tempo e já o havia desligado. Fiz todos os procedimentos na operadora para bloquear aparelho e chip e mesmo que a pessoa tente usá-lo com outro cartão de memória não irá funcionar. E o bom é que pelo menos o número consegui manter, óbvio que os contatos já eram.

O que mais me deixou puta nessa história toda é que em encontrei celulares em duas ocasiões diferentes: uma vez no banheiro de uma balada e depois em um caixa automático. Nas duas vezes os telefones eram infinitamente mais modernos e mais caros do que o que eu tinha na época e sem pestanejar liguei para os números da agenda e devolvi. Isso sem contar carteiras e blusas que já vi cair enquanto andava e sempre corri atrás dos respectivos donos para devolver. Mas, como disse um rapaz da operadora: “honestidade é questão de berço – quem tem, tem”.

No meu caso, é fato de que quem encontrou estava logo atrás de mim. A pessoa muito provavelmente viu que caiu, pegou o aparelho e seguiu caminho. Isso pra mim é o cúmulo da desonestidade – e não me venham com “achado não é roubado”. Pois se tivesse um mínimo de decência nessa pessoa ela não teria desligado o aparelho em seguida pois sabia que o dono procuraria por ele. Mas ok. Tudo o que vem fácil vai fácil. E praga de Tuka pega.

***

Finalmente, depois de uma longa espera, estréia hoje “Uma Mulher Contra Hitler” (Sophie Scholl - Die Letzten Tage). Já falei de Sophie Scholl na Casa neste post aqui e desde que soube que fariam um filme a respeito dessa história fiquei ansiosa. Fala sobre um grupo de jovens universitários que em 1943 apela para a resistência pacífica como forma de conter o nazismo - assim, nasce o Rosa Branca. A única mulher que participa do grupo é Sophie Scholl (Julia Jentsch) e enquanto distribuíam panfletos Sophie e seu irmão, Hans (Fabian Hinrichs), são presos e condenados a morte.

Mais do que isso só irei saber depois de assistir. Mas já li em tudo quanto é site especializado em cinema que se trata de um puta filme. Veremos. Só o fato de ter Julia Jentsh – que fez Edukators – como a protagonista já conta muitos pontos.

***

Do Carnaval de São Paulo só espero por tudo quanto é mais sagrado que a Vai-Vai não ganhe. E esse meu interesse em nada tem a ver com nenhum critério carnavalesco e nem ao fato de eu torcer por alguma rival. Na verdade quero que todas vão pra PQP. Mas minha desafeição principalmente pela Vai-Vai (...pro diabo que te carregue) é devido à proximidade do meu prédio com a quadra desta escola. Imaginem portanto, que se ela ganhar, vai ser difícil ficar incólume a todo fuá que vai haver.

***
Feriado prolongado – check
Casa limpinha e cheirando a essência de rechaud da Imaginarium - check
Estoque de comida renovado – check
Filmes bons para assistir – check
Dias de luxúria e amor pela frente – check

Marcadores: , ,


Postado por Tuka *
Comments:
Puts! Bad, bad day então?
Ah, francamente! O cúmulo da desonestidade, "achar" um celular, desligá-lo e andar tranquilamente, provavelmente com um sorriso estampado no rosto e com a consciência limpa.... taí! Não consigo conceber....
Quanto ao feriado prolongado....uma vez na vida eu deixo de amaldiçoar as tataravós camponesas que fixaram raízes na roça: pelo menos no carnaval, aqui não há barulho.
Resumão da programação: Dormir, ao som de gafanhotos, cigarras e sapinhos....
 
Que garota esperta! Já tem tudo programado! Casinha limpinha...queria isso! Estava assim a 2 dias passados. Agora, estou com a casa cheia de hospedes e sem estresse, fazendo vista grossa pra bagunça! (rs*)
Eu ficaria de consciência pesada ficando com algo que não é meu! Veja o filme e depois nos conte!
Bom carnaval! Beijus
 
Que droga, hein? Parece que esse celular não aparece mais. Tomara que praga pegue mesmo, hehehehehe. Gente desonesta é uma m...
Compartilho da mesma opinião sobre as escolas de samba. Não tem coisa mais torturante que ver desfile pela TV... Tenho pena de você que deve ter de aguentar os ensaios da Vai-Vai. Mas acho que se a Gaviões ganhasse seria pior, porque os malas da torcida iam sair arrebentando tudo por aí. Onde já se viu, se os caras perdem, eles saem arrebentando tudo, se ganham tb saem destruindo tudo (e isso se extende a outras torcidas, principalmente de futebol - juntaram-se duas coisas futebol e samba e deu cocô nesse caso, kkkkkkkkkkkk). Por isso que eu detesto Carnaval! Exceto pelo feriado, e pronto!
Bjs, bom feriado!

http://cafofodamieko.zip.net
http://bolsademulher.zip.net
 
Atitudes assim me deixam revoltada, dá vontade de não praticar mais o bem né? Mas isso é questão de índole mesmo. Eu já achei coisas e devolvi ( já perdi e nunca me devolveram), já levantei para pessoas sentarem (nunca levantaram pra mim,mesmo quando eu estava cheia de pacotes até as orelhas). Mesmo não tendo retorno, continuo acreditando que algum dia as coisas mudam e o bem volta a ser uma pratica e não uma aberração como às vezes é encarado por certas pessoas. Neste mundo de inversão de valores, ser educado e honesto virou motivo de chacota, infelizmente.

(Um beijo grande;)
 
Pois é, Tuka, há muito mais gente desonesta do que honesta neste mundo. E venho percebendo isso desde que eu era criança, pois mesmo estudando em escola particular,(onde, em tese, as crianças tinham uma condição financeira razoável), muitas vezes me foram roubados casacos, estojos, canetas, tesouras.
Vem de berço mesmo, como o rapaz da operadora te disse.

Aqui na Terra de Marlboro, o carnaval felizmente não chega, e será possível dormir sem batuque no ouvido.
Pelo menos nessa época do ano é bom estar num lugar esquecido pela civilização... rs

Beijos!
 
Se a pessoa viu que caiu do seu bolso e pegou, desculpa, mas é roubo.
Eita Zé Povinho mesmo!
Liguei ontem para a Kel para pegar o seu número de celular, porque estou em Sampa e ia ao cinema, mas ela não me atendeu nem me retornou.
E o seu número ficou gravado num aparelho que não está mais comigo =(
Se ler esse coment me liga. Hoje vou ao cine again!
Beijos (11) 8124.9869
 
nham... nunca perdi celular assim... já roubaram um de dentro da minha bolsa enquanto eu não estava perto, mas assim naum.. O.o
E putz, tem gente que naum presta mesmo, não custa nada devolver neh? =/

Esse eh o bom de morar em brasília, aqui ainda não tem muito disso de carnaval... então naum tem muita bagunça...rs
Tb torço contra a vai-vai... mas sem motivos... huahauah
=*
 
tuka, quer dizer que o carnaval foi bom, né? que bom. vim dar um beijo, tá?
 
Hahahahaha...
Aê Tuka, foi por pouco que você não ia ter de aguentar o fuá da Vai-Vai!!!
Bjs

http://cafofodamieko.zip.net
http://abolsadamulher.zip.net
 
Sim é uma questão de berço...

Infelizmente algo raro hj em dia!

Beijos!
 
Tuka minha flor,
Que saudades q estava de vc! Pelo menos lendo deu para matar um pouquinho da saudade. A casa nova ficou linda e a biblioteca um luxo rs...Isso aqui ta lindo d+.
Nao se preocupa q vc ainda vai conseguir celulares mts melhores do q esse q vc perdeu. E a pessoa q pegou eh um mane, pq nem usar vai poder.
Depois me diz se o filme eh bom.
Mega saudades!
bjs,
Mari
 
putz...gente desonesta tá cheio por aí, fia....infelizmente

e o carnaval? em grande estilo???


beijos
 
Pois é, honestidade vem de berço mesmo. Meu marido deixou a carteira em cima do balcão do Mc e quando voltamos encontramos a carteira com os docs mas sem nenhum dinheiro dentro. Tenho certeza que não foi nenhum ladrão que pegou o dinheiro. Foi gente como a gente, porém sem honestidade alguma. Tenho nojo de gente assim. Beijos
 
Bah, que stress o celular em?
Sobre o carnaval, bahh, isso que eu chamo de não gostar de carnaval, torcer contra a escola só pq ela fica perto da tua casa, também, o fusuê que não iria ser se ganhasse em!? hehehe
 
Episódio celular - sem contar a amiga preocupada aqui, esperando contato. Episódio carnaval - eu bem lembrei de vc, tenho um amigo querido que desfila pela vai-vai, metade de mim queria que ela ganhasse e a outra metade não, por vc (sem contar que não dou a mínima pra escolas de samba, carnaval e afins). Episódio filme - Eu quero mto ver esse filme
 
Bom, tenha o conforto de que vc é melhor que os outros.

E la nava va...
 
Tuka!
Belo, criativo e libertário, a sua página! Parabens. Há pouco postei no blog http://vidarteecologia uma mensagem com o título CURA PELO PERDÃO. Depois li seu artigo indagando quanto ao fato de poucos ensinarem sobre o assunto.
Por favor, confira: UM ABRAÇO!
 
Postar um comentário



<< Home

Leia antes de usar
Desde 15 de janeiro de 2002 uma jornalista nonsense escreve desembestada no blog que chama carinhosamente de sua Casa.

Aqui têm besteiras demais, coisas inúteis demais, enfim, tudo o que nem precisava ser dito, muito menos escrito.

Obviamente, qualquer semelhança com a realidade é única e exclusivamente uma opção da autora.

Assim como o direito de escrever
o que bem entender, claro!


Uma campanha Casa da Tuka contra o plágio
Divulgue em seu Blog:




O Avesso dos ponteiros

Livro de cabeceira
Aparentemente é Isso Mesmo
Uma Brasileira
Heart's Place
Blog by Dani
A prateleira
Desiderata
Blônicas
Observados

Casa no Orkut


My Unkymood Punkymood (Unkymoods)



Procure aqui

powered by FreeFind


Ouvidos




website hit counter

tracker

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Get your own free Blogoversary button!
. . .

Design By:
Lin Diniz
Powered By:
Fernando Boniotti