Casa da Tuka
 

30 de mar de 2006

Compre batom, compre batom, compre batom!!!

Ou: Só mais um título-metáfora desses da Tuka



Alusão: Lembram desse comercial que mostrava crianças tentando algo parecido com uma hipnose para convencer seus pais a comprarem o tal chocolate? Pois me chamem de louca se quiserem, mas acho que existem pessoas que pensam exercer algo parecido sobre os outros. E comparei ao comercial idiota porque nem de longe é algo que mereça crédito - ao contrário da terapia.

Fato: Neste fim de semana estive com meu marido em Curitiba para a festa de aniversário do nosso sobrinho. De cada cinco pessoas que se aproximaram de nós, quatro nos perguntaram quando teríamos filhos. Até aí tudo bem, fui preparada com minha cara “quer saber por que? vai me ajudar a sustentar?” e segui contente sem responder a ninguém (mas que gente intrometida dos infernos!).

Quando chega uma amiga querida que acabou de parir. Dela eu não teria como escapar. Sua vida neste momento se resume a falar do filho, talco, banho, mamadas, choro, seios inchados, noites mal dormidas e afins. Eu entendo. É um momento único pelo qual está passando (ou pelo menos único até o próximo filho) e ela tem todo direito do mundo de parecer um ser abduzido, pós lobotomizado e alheio a tudo mais que acontece a seu redor.

Mas eis que ela começa com uma tentativa de lavagem cerebral que consistia unicamente em fazer com que eu e o Estevam saíssemos dali direto para copular e procriar.

E James Braid entra em ação: Compre Batom! Tenham filhos! Tenham filhos! Tenham filhos!

Me digam? Por que será que as pessoas acham que unicamente porque já tiveram algum tipo de experiência precisam recomendar ou alertar a todos os outros mortais em um raio de centenas de quilômetros? E por que elas acham que tudo o que disserem não vai (e vai) entrar por um ouvido e sair pelo outro?

Mas que puta que pariu: Há um consenso no mundo que “garante” que certos assuntos não classificam as pessoas na categoria bisbilhoteiros inconvenientes – ou pelo menos é o que muitos pensam. Pois perguntar sobre ter filhos está dentro dela (assim como “quanto terá mais filho?”, “vai casar quando?” “por que você não arruma namorado/a?” – etc...). Nota mental: E por que raios a pergunta “quanto você ganha?” não é perdoada?

Se eu tiver filhos um dia não será porque ninguém me disse para tê-lo, será por que eu e meu marido decidimos. Isso é realmente muito desagradável. Questionamentos realmente são coisas que me incomodam e pelo simples fato de que nem tudo interessa a todo mundo. Ninguém sabe da nossa realidade, ninguém sabe se temos outras prioridades, ninguém sabe quais são nossas expectativas de vida. Pois então que cuidem de suas vidas, ora.

Ainda dentro do mesmo critério da tentativa de convencimento: tem gente que quer desencorajar pessoas para que não se casem só porque já se ferraram e se divorciaram, outros tentam convencer casais a se casarem, eu poderia fazer parte desta turma! Sair por aí em campanha para que todas as pessoas se casem apenas porque eu adoro estar casada. Seria burrice, não?
Portanto: cada um que faça o que bem entender, e no momento que quiser!

***
OBS: Será que realmente ser casada, sem filhos por opção e feliz e algo tão impossível aos olhos do mundo? (Será isso uma tentativa de complô para que finalmente eu tenha barriga, estria e celulite antes dos trinta? Hum-Rum!).

OBS II: Juro que o próximo que me perguntar quando eu pretendo ter filhos ou algo do gênero vai ser mandado a merda.

OBS III: Antes de perguntar algo a uma pessoa, questione-se primeiro se você acha que tem intimidade suficiente para saber o que pretende. Ou ainda questione-se: esta pessoa já quis saber algo assim sobre você? Se a resposta for não, Por favor, fique bem quieto e antes ganhe confiança.

Marcadores: ,


Postado por Tuka *
Comments:
E eis então, o "modelo" da família perfeita! Aliás, o modelo social da família perfeita! "Vc TEM que casar", "Vc TEM que ter filhos". Má que inferno! É uma herança cultura ridícula, vc tem toda razão! Da próxima vez que te perguntarem, vc responde: Terei filhos quando vc decidir começar a fazer um regime!
 
NAO TENHA FILHOS!!!!
 
Tuka, eu me casei, duas vezes, a primeira foi um caos e a segunda é o meu paraíso, optei por ser mãe, queria isso, fiquei com celulites, estrias e todo o resto, mas isso a mim não encomodou, afinal meninas de 14 anos hoje em dia têm tudo isso sem ter filhos não é?
A opção é de cada um, todo mundo me dizia que minha vida acabaria com um filho, que sou muito nova pra ser mãe e o escambal, e quer saber do que mais? Seja feliz com ou sem filhos, filhos não são garantia de casamento feliz, cumplicidade, amor e respeito são, e se daí você quiser ter filhos, ótimo, se não, quem tem a ver com isso?
Beijos
 
Oi Tuka! Mil desculpas pela minha "invasão" ao seu blog. Mas eu visitei o blog da Ana Angélica e por curiosidade entrei no seu espaço. Espero que não se importe, hehehe...

Concordo em gênero, número e grau com TUDO o que você escreveu nesse post...Passei muitas vezes por situação semelhante...Saco TOTAL!!! Fui casada por quase 8 anos e não tivemos filhos, daí você tira né? Já me separei e estou novamente casada, e não é que já começaram de novo? Ô povo BUNDA, viu? E o pior de tudo é que eu NUNCA pergunto NADA sobre a vida de ninguém, sou super discreta. Deus do céu!!!

Bom, acho que vou vir visitar-lhe outras vezes, gostei do seu blog.

Um abraço!

Francilene (",)
 
ô de casa... licença!!!!

Cheguei aqui não lembro pelo blog de quem, mas adorei conhecer a sua casa e seus posts!

parabéns!!!

 
hahaha tô escutando coisas do tipo há 6 meses, qdo minha sobrinha nasceu. É q meu irmão é mais novo!!! (aliás, isso dá post!!! Te dou os créditos,tá?)

bjs.
 
Ahh q droga! Esse seu sistema nao me deixou comentar! Humpft!
Pior do que isso eh ter q ouvir o tempo todo "Cade o namoradinho?" "Nao pretende arranjar um namorado?" Bleh! Vai cuidar da sua vida, cacete.
Ahh outra coisa, eu nao vou ter filhos, por isso nao adianta tentar me convencer q bebes sao lindos e adoraveis. Sao sim, os seus!
bjs,
Mari
 
O que acontece com a sua amiga abduzida e lobotomizada acho que é a mesma coisa que rola com meu amigo, viciadão em certos entorpecentes aí. Ele oferece sempre, mesmo sabendo que ng mexe (quem mexia parou, graças a deus. Menos ele) e nem é de sacanagem. É pq ele acha tão bom que ele quer compartilhar com quem gosta. E outra é pq ele é tão sequelado que ele não consegue lembrar quem parou de fumar o q, usar o q, rs ("ó, é mesmo! esqueci, cara! Foi mal! *acompanha risada mongol*).
O resto do povo enche os pacovás pq é chato e sem assunto mesmo.
Beijo
 
odeio essas perguntas inconvenientes. Fecho logo a cara e a pessoa se toca imediamentamente, não tenho muita paciência não... (no meu caso, perguntam "qdo vai casar???")

bjo!
 
Eu me livrei de ser mandada a merda então?

Tinha eu que questinoar se tinha filhos??

Aff, me sentindo péssima hahaha

Beijos
 
Tuka... essas perguntas fazem parte de um pacotão de um post que você fez antes sobre felicidade lembra?

É parte da "felicidade suprema e absoluta" depois de casar ter filhos...

É uma lástima as pessoas não terem noção sobre o que perguntar...

Mas o bom de ver você escrevendo sobre isso é que eu posso pensar nas respostas cretinas para as perguntas idiotas quando eu passar por elas...

Beijos Tukinha :D
 
Imagine o que é ter bem mais que trinta, estar casada há quase 10 anos e ainda assim não ser mãe. Ninguém resiste a lançar "aquele" olhar de dó que diz "coitada, provavelmente não pode ter filhos!"
Deve ser o instinto de procriação--dos outros!
Beijo.
 
Se vc fizer tudo direitinho , na posição certa, um dia poderá procriar!!!!!!!!!!
 
Já escrevi um post no meu blog a respeito de algo semelhante. É que todo mundo que eu encontro pergunta se eu não vou casar.
Aliás, todo mundo, não. Só aqueles com quem eu não tenho nenhuma intimidade. E ter que dar satisfação da minha vida para quase estranhos é algo que me tira completamente do sério!
Eu penso o seguinte: se a pessoa tem intimidade com você, não precisa fazer perguntas, pois já te conhece e sabe seus motivos.
Se não tem intimidade nenhuma, é motivo suficiente para não fazer perguntas deste tipo, como se quisesse que a outra pessoa desse explicações.
Gente chata. Humpf.

Beijinhos, Tuka.
 
Concordo. Mas eu me lembro que já te perguntei se vcs pensam em ter filhos (veja, nõa foi uma pergunta de quando vai ter filhos). Acredita que as pessoas perguntam isso até pra mim? Rs
 
"Anonymous said...

Se vc fizer tudo direitinho , na posição certa, um dia poderá procriar!!!!!!!!!!"

Anonymous, pode ficar tranquilo(a) que a gente treina todos os dias. Sabemos como fazer, não precisamos de conselhos. Só que a questão aqui não é poder, é QUERER.

Ah, na próxima vez que quiser comentar tenha caráter e se identifique.

Abraços,

o marido da Tuka.
 
Fiquei 5 anos casada sem filhos. Não ligue, as pessoas uma hora cansam de perguntar. Mas depois que vc tem o primeiro, perguntam pelo "irmãozinho". É um inferno que não acaba. Estou com a Mônica: NÃO TENHA FILHOS!!!! E manda mesmo todo mundo pra pqp.
 
A LICENÇA POÉTICA SÓ SERVE PARA A FICÇÃO...BEIJOS RITA
 
Postar um comentário



<< Home

Leia antes de usar
Desde 15 de janeiro de 2002 uma jornalista nonsense escreve desembestada no blog que chama carinhosamente de sua Casa.

Aqui têm besteiras demais, coisas inúteis demais, enfim, tudo o que nem precisava ser dito, muito menos escrito.

Obviamente, qualquer semelhança com a realidade é única e exclusivamente uma opção da autora.

Assim como o direito de escrever
o que bem entender, claro!


Uma campanha Casa da Tuka contra o plágio
Divulgue em seu Blog:




O Avesso dos ponteiros

Livro de cabeceira
Aparentemente é Isso Mesmo
Uma Brasileira
Heart's Place
Blog by Dani
A prateleira
Desiderata
Blônicas
Observados

Casa no Orkut


My Unkymood Punkymood (Unkymoods)



Procure aqui

powered by FreeFind


Ouvidos




website hit counter

tracker

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Get your own free Blogoversary button!
. . .

Design By:
Lin Diniz
Powered By:
Fernando Boniotti