Casa da Tuka
 

27 de out de 2006

Capítulo 15 – Gran Finale

(Se quiser entender você precisará começar pelo capítulo 1)


E que seja eterno
enquanto durar

Foto de um dos primeiros beijosDaí, como naqueles enredos bobos e previsíveis em que vemos uma série de mal entendidos que acontecem para separar os mocinhos, ele começou suas explicações. Não, ele jamais tivera outra intenção desde o dia em que nos falamos ao telefone a não ser ficar comigo. Não, ele não estava protelando o término do namoro. Não, ele não mentira quando falou sobre o amor à primeira vista. E que naquele dia em que eu havia ligado ele não pôde falar, pois a então namorada estava ali ao lado dele - durante dias esperou que eu ligasse e quando isso aconteceu, ela estava ali.

Por último me informou que era também um homem livre e perguntou se eu toparia ficar ao lado dele pelo resto de nossos dias. Eu ri, e embora tivesse mesmo achado engraçado, foi a coisa mais linda que alguém me dissera. Respondi que não tínhamos nada a perder e poderíamos tentar.

Apêndice: Cinco dias depois demos nosso primeiro beijo. Seis dias depois do primeiro beijo, fizemos amor pela primeira vez. Dois meses depois do nosso primeiro amor, passamos um mês inteiro viajando juntos de férias. Quatro meses depois da viagem, fomos morar juntos. Seis meses depois de juntar as escovas de dentes, dissemos sim na frente de um juiz caduco que usava peruca e casamos oficialmente (esta parte com o juiz maluco rende um post bem engraçado).

Nesses tantos meses que passaram, lá se vão vários anos de vida compartilhada. E juntos superamos dificuldades, aprendemos com erros e acertos e temos certeza cada dia mais de que quando se ama de verdade quase nada é sacrifício. Que nem todo dia seremos tão encantadores, mas o encanto não acaba. Que nem sempre estaremos tão felizes, mas a felicidade é sempre o maior objetivo. E que Pessoa tinha mesmo razão quando disse que tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

***
Fim
Novos capítulos sendo vividos a cada segundo...

Marcadores:


Postado por Tuka *
Comments:
Ai, que liiiiiinnnndooooooooo!!!
Adorei!!! Já juntei aqui meus lencinhos, numa emoção piegas de quem assiste a uma novela particularmente boa!

Fiquei emocionada e feliz, você restituiu minha esperança, hahaha...

Espero que vocês continuem felizes. Parabéns! Linda história!

Beijo, moça!

Flávia C.
www.fotolog.com/ambar_eletrico
 
E que possam vir muitos e muitos capitulos dess história!!!

Beijos!
 
Feliz de quem pode compartilhar um pouco da felicidade e carinho que vcs transbordam. Transmite uma paz e a certeza de que existem sim histórias que podem ter um final feliz e uma continuação mais linda ainda. Fiquei emocionada. Mesmo. Bjs!
 
Ave Maria, que historia de amor mais linda. Me arrepiei lendo o ultimo capitulo.
So tenho que desejar que permaneçam juntos e felizes forever!Do coração.
Um beijo enorme!
 
É sempre bom ver histórias desse tipo acontecendo à nossa volta! Parabéns!
 
Não tenho palavras!! Isso é tudo de bom...sonho de consumo de muita gente...

Um beijão:-)
 
Nossa me emocionei, linda história da amor. E que vocês possam continuarem construir capitulos dessa história linda por muitooooosssssss anossssssssssss


Beijos
 
Ah, que lindo!! Nunca pensei que pudesse ser o seu marido o moço da história!hehe Que legal!! E faz quanto tempo que estão juntos??
 
ooooooooooooooooooooo
trás uns lencinhos preu secar as lágrimas que insistem em cair dos meus olhos eheheheh!
que lindooooooooooooooo!!
é nega.. quando tem que ser.. não tem namorada mala.. nem ex mala.. nem distância.. nem porra nenhuma que segure né?!
Muito bom!
agora quero ler sobre o juíz caduco de peruca! hehehehehehe
Beijosssssss
 
Ficção ou não eu gostei do post. O título é uma grande verdade. Que seja eterno enquanto dure... Já vivi algumas histórias interessantes de "amor" (entre aspas mesmo pq não sei se era/é exatamente amor) porém os finais não são de filmes. Felicidades. Você escreve muito bem.
 
Puxa... valeu mesmo a pena acompanhar cada capítulo... cada palavrinha dessa linda história... é bom sentir que o amor ainda existe... rss
Beijos e muitas felicidades para os dois...
 
Oi, cheguei aqui por acaso e acompanhei sua historia... ainda bem que o final foi feliz! bjs
 
A idiota aqui está chorando!

Muito bom ler algo assim, dá esperanças. Mas...pés no chão porque não é uma história nada comum!!! É uma aqui, outra ali...vocês são pessoas de sorte!

Que a felicidade seja eterna para vocês!!!

Ameeeeeeeeeeeei
 
Mais uma linda e real história de amor. Trsite de quem não acredita em histórias de amor porque, como sempre digo, elas só acontecem para quem confia na sua existência. Amemos, pois, pois, de fato, tudo vale a pena quando a alma não é pequena. vamos concordar que quem tem a alma pequena não pode mesmo amar de verdade. Até mais!!! Juliana
 
MEU DEEEEEEEEEUS DO CÉU... manazinha tu me matastes agora. Égua que estou toda arrepiada... que história mais LINDA... ahhhhh estou nas nuvens por vcs. Mas olha... se tivesse acompanhado essa novelinha desdo começo teria tido um piripaque de ansiedade até o próximo capitulo. Graças a Deus cheguei já com tudo no ar hahahahah. Lindo, lindo, LINDO.... parabêns aos dois pl coragem de acreditar em seus sentimentos!
 
Ai, lindo mesmo! Parece a minha história. Só que fomos morar juntos uma semana depois do primeiro beijo. hehehe. Foi loucura mas valeu muito a pena! Hoje estamos casados e felizes, muuuuuito felizes! beijos
 
UAU!!Que gran finale menina,valeu a pena esperar por ele.Fiquei arrepiada.Essa frase de Pessoa resume tudo, tudo vale mesmo a pena quando a alma não é pequena.Felicidades prá vocês que tiveram a coragem de apostar em seus proprios sentimentos, sem medo de ser feliz.Beijãozão!!
 
Lindo!! Simplesmente isso!!
 
concordo plenamente que qdo a gente ama de verdade quase nada é sacrifício ... lindo texto...:)
 
UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

adoro um happy end.....
 
Eu já desconfiava... rs

Mas nada como ler a história toda, em (quase) todos os detalhes!
Quer saber? O mundo anda precisando de histórias assim, de amores assim.
Essas coisas me empolgam.

Beijocas, Tuka. :-D
 
É assim mesmo que tem que ser, ficar enrolando pra que?!
Eu também casei assim, conheci minha esposa primeiro de maio, fiquei noivo em junho e casei em julho! E estou com ela até hoje e para sempre enquanto nos aguentarmos! hehe
 
Postar um comentário



<< Home

Leia antes de usar
Desde 15 de janeiro de 2002 uma jornalista nonsense escreve desembestada no blog que chama carinhosamente de sua Casa.

Aqui têm besteiras demais, coisas inúteis demais, enfim, tudo o que nem precisava ser dito, muito menos escrito.

Obviamente, qualquer semelhança com a realidade é única e exclusivamente uma opção da autora.

Assim como o direito de escrever
o que bem entender, claro!


Uma campanha Casa da Tuka contra o plágio
Divulgue em seu Blog:




O Avesso dos ponteiros

Livro de cabeceira
Aparentemente é Isso Mesmo
Uma Brasileira
Heart's Place
Blog by Dani
A prateleira
Desiderata
Blônicas
Observados

Casa no Orkut


My Unkymood Punkymood (Unkymoods)



Procure aqui

powered by FreeFind


Ouvidos




website hit counter

tracker

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Get your own free Blogoversary button!
. . .

Design By:
Lin Diniz
Powered By:
Fernando Boniotti