Casa da Tuka
 

1 de set de 2006

O Barraco da Tuka A Casa da Tuka informa

(E não, você não vai entender nada se não ler o post de ontem)

Sim, ela se desculpou comigo. De um jeito que confesso, fui surpreendida. Muitos, como ela mesma disse, na mesma situação simplesmente me bloqueariam no Messenger e deletariam o blog em seguida (ela apagou o blog depois).

Nos falamos por telefone, me pediu desculpas e admitiu o erro, isso é raro em um ser humano, ainda mais em uma pessoa tão jovem quanto ela que, como todos os jovens, poderia achar simplesmente que é a dona da verdade sempre. Mas não.

Fui magoada, me senti roubada e traída e fiz aquilo que qualquer pessoa que valoriza e confia no seu trabalho faria: o defendi com unhas e dentes, sim! Afinal de contas, não é só porque eu me vejo em determinada música, livro, poesia ou crônica que isso me dá o direito de fazer de conta que é de minha autoria. Separemos bem o verbo admirar do verbo usurpar.

Se identifica? Gostou tanto de algo que eu escrevi que quer copiar pra você? Fico lisonjeada, de coração. Mas tenha bom senso, humildade e decência e coloque o nome do autor. É Justo. Agora respondendo ao comentário da Dinha no post abaixo que disse entre outras coisas “Ao meu ver, vc deveria saber q tds os textos,versos, poemas e outros do gênero, estão livres p/ serem copiados”. Concordo! Eu vivo copiando aqui textos de escritores e escritoras que admiro, mas não fantasio que são meus. Isso é abominável. Ninguém tem esse direito. Fingir ser o que não é, fazer com que as pessoas o admirem as custas dos méritos de outros... Mas se você acha isso realmente, gostaria de saber quantos textos em seus blog são realmente seus. E quanto ao fato de eu não ter agido com razão – bem, eu não me apropriei indevidamente de nada, cara. E você acertou de novo: este espaço é meu e falo o que bem entender.

Eu e a Bruna já conversamos, e sim, ela sabe que a mancada foi grande. Nem por isso creio que ela não seja digna de recuperar minha confiança, pois o que mais me machucou foi exatamente o fato de uma pessoa que eu gosto tanto ter feito uma coisa dessas, não foi um estranho, não foi um qualquer. Ela me conhece e sabe que esse limite jamais poderia ter sido ultrapassado. E sabe tanto que falou que tinha certeza que cedo ou tarde eu acabaria descobrindo - e sempre se culpava por estar fazendo tal coisa. Mas era tarde demais para desfazer a imagem que tinha construído com seus leitores e namorado. Afinal, eles acreditaram que os textos fossem dela.

Eu não sou intransigente a ponto de não ter feito um grande esforço para tentar entendê-la. O Fiz. Não sou uma pessoa má, não sou uma pessoa que não tolera erros, não sou uma pessoa que não perdoa. E sou assim, por mais absurdo que isso possa parecer, já que através de minhas palavras vivo dizendo o que penso doa a quem doer. Mas também vivo tirando sarro de mim mesma e dando minha própria cara a tapa, sem medo. Publico comentários irados de anônimos e pessoas como a Dinha (que tem minha admiração por dizer o que pensa sem se esconder) e respondo – na maioria das vezes nos tornamos amigos, percebendo e respeitando os nossos diferentes pontos de vista. Pois isso aqui é um blog, levado a sério por esta que o escreve, mas que não tem pretensões de decretar verdades absolutas e incontestáveis, apenas idéias, irônicas ou não, da forma que vê o mundo e as pessoas.

E Bruna, não vou apagar o post abaixo agora - apesar de não me ter pedido isso. Mas o farei um dia sim, quando me sentir a vontade para tal coisa.

Marcadores: ,


Postado por Tuka *
Comments:
Acho que a gente sempre aprende com os erros, todos nós. Que bom que a Bruna se retratou e que vc se deu ao trabalho de escrever este post. Confiança se conquista e isso leva mesmo um tempo, espero que vocês possam reencontrar o tempo de vcs. Bjs
 
Bela atitude, Tuka! Realmente, ninguém pode dizer que você é uma pessoa que guarda mágoa, que não volta atrás. Mas estou contigo, teria feito o mesmo escândalo. Se ela pediu desculpas, ótimo. Esse post de hoje prova que de alguma forma você está tentando deixar pra lá. Parabéns pelos belos textos, tão bons que as pessoas querem que sejam delas.
 
Olá Tuka..
infelizmente tem outra coisa q não gosto, q exponham a minha pessoa, se me conhecesse saberia o pq, o meu comentário no caso foi p/ “vc” refletir e saber a minha opinião, mas tdb, agora já sabe..não a culpo.
Quando eu disse "Ao meu ver, vc deveria saber q tds os textos,versos, poemas e outros do gênero, estão livres p/ serem copiados"...foi só p/ dizer q está sujeita a isso, não acrescentei nenhum “é aceitável”, ou algo parecido, acho q interpretou errado =/...até pq eu concordo plenamente com vc em colocar o nome do autor.. principalmente qd eu msm escrevo algo em meu blog, sempre penso antes, se guardo comigo, ou se posto... acabo postando na maioria das vezes...sempre vai ter um q vai copiar, uns pedem, outros não, mas não esquento a cabeça...no seu caso..entendo o pq ficou chateada, por isso digo q agiu pelo sentimento, e não pela razão,pois foi algo q vc não esperava, talvez até tenha usado a razão, mas o sentimento contou mais...enfim...se não entender tdb..
bom..eu comentei e fui sincera... gosto de dizer o q penso..independente da reação q possa causar..mas lógico..td bem pensado...
acho q foi um pouco irônica em seu agradecimento em meu blog..mas pode ser só impressão neh?!..sem mais..prefiro não tocar mais nesse assunto..se for possível.. ;)
Achei seu Blog interessante..assim q der passarei p/ fazer uma visitinha..Se não tiver nada p/ fazer e quiser conhecer o meu tb..fique à vontade...mas já vou lhe dizendo q são só besteiras..rs
é isso..
bjs
e como eu disse no coments anterior..td de bom.. ^^
 
Carla, erros são vitais, amiga...

Ana, obrigada pelas palavras sempre tão gentis;

Dinha, opiniões sempre são bem-vindas.
 
é parece q sim..rs
rs..poh..eu q coloquei p/ deixar os comentários irem direto..tipo..deixo td livre p/ colocarem o q quiser..qlq coisa eu tiro..e oh!..naum é tralha viu?! =P..
inté..
 
tuka, não consigo ficar quieto, vou dar uma atazanada para que as pessoas saibam que tipo de gente as enganou. se arrependeu, que bom, mas que ela nunca mais esqueça.
 
Nossa Tuka!!! Que pessoa cara de pau!!! Puta que o pariu!!! Eu hein...copiar tantos textos assim??? Ok...se for umzinho "ainda" dá para engolir, mas tantos assim??? que falta de criatividade e de vergonha na cara!!! Credo!!! Beijos e bom fim de semana!!!
 
Infelizmente estamos sujeitos a esse tipo de usurpação, eu mesma já tive minhas bobeiras copiadas e assinadas pela pessoa que gostou tanto delas.
Mas ter um blog praticamente inteiro plagiado na cara de pau e de uma amiga??Putzz, aí é caso patológico.
Ainda bem que a moça se desculpou, fechou o blog e tomara não abra um novo com outro estilo copiável de ser.
Gostei muito daqui e voltarei.
Lindo findi
beijossssssssssss
 
Concordo com o cometário acima Tuka.

É certo que o conteúdo de um blog não está a salvo por um ônus de direitos autorais, mas as pessoas se equivocam porque você não "vomita" seu dia-a-dia aqui em uma sucessão de palavras desconexas e triviais. Você é jornalista porra! Você é talentosa! E se utiliza deste espaço para publicar textos substanciosos (maravilhosos e mais trocentos "osos") de SUA autoria.
Você é escritora, poxa!
Obviamente, diverge da maioria dos blogs (incluindo o meu) que são despretensiosos.
Não que eu defenda o plágio de posts contidos nos tais blogs "comuns", triviais.
O que estou querendo ressaltar é que no seu caso, não se trata somente de deturpação de valores morais, mas também profissionais.
Realmente triste.
 
bom o blog dela sumiu..
espero q pelo menos ela tenha aprendido a lição
beijos e bom fds
 
Tuka... não a conheço, nem conhecia este blog... lamento imenso chegar até aqui desta forma, já que foi por via da Bruna e do Blog dela. Já percebi que as coisas estão esclarecidas entre vocês, o que é óptimo. Aproveito para dizer que compreendo perfeitamente a sua indignação, aliás qualquer pessoa se sentirá indignada com situações deste género. De qualquer forma deixo também um beijo para a Bruna que teve a coragem de assumir toda esta situação.Talvez seja uma boa lição pois estou segura que não a esquecerá. Atrevo-me a ir mais longe, Bruna, depois de tudo isto talvez seja a hora de começar o seu Blog com textos seus; o mais importante é escrever e comunicar, é verdade que nem todos temos um Nobel da Literatura dentro de nós, mas temos seguramente coisas importantes a dizer aos outros.
Tuka, espero que me perdoe por utilizar desta forma a sua caixa de comentários, mas creio que compreenderá.
Vou voltar, visitá-la como merecerá seguramente, ouvir os seus textos.
Um beijo.
 
Tuketes, se até eu com as minhas asneiras sou plagiada, imagina vc que escreve pra c*r*lho.... mas compartilho da tua indignação, mesmo q a pessoa tenha pedido desculpas e tals. e como eu disse lá na bagaça: parecer inteligente é fácil...

beijo grande
 
Nossa chato mesmo heimmm?!?!?!...MAs vim aqui dizer que fiquei feliz pela visita....e como eu estava sem net nem tinha visto o novo visual de seu espaço....ficou lindooooooooooooooooooooooo...beijokas
 
Bom, a moça já se retratou, ao que parece.

Mesmo assim, ver seus textos copiados em outro blog, levando a assinatura de outra pessoa, não deve ter sido nada agradável.

Embora blogs sejam espaços de "domínio público", considero esse tipo de plágio - não autorizado e sem os devidos créditos - um dos crimes da internet.
A "ética blogueira", implícita em nossas relações virtuais, não permite que esse tipo de comportamento seja visto como normal e natural.
Um blog é um espaço visitado por muitos, mas é de cada um, e o que está nele tem dono. E ter a "Casa" assaltada desse jeito foi, sem dúvida, um desrespeito a você, à sua criatividade e ao seu talento.

Beijão.
 
Tuka, lembra que uma vez peguei um texto na net e nem sabendo que era seu publiquei?? Acho sinceramente que não deves apagar o post do "plágio...", pq ele mostra bem que qualquer coisa pode ser esclarecida,que a verdade sempre é o mais importante e que vc foi sincera e colocou no seu blog aquilo que estava lhe deixando com raiva, normal.Não apague o post, isso serve de lição pra muitos,Bjs!
 
Tuka,

Concordo com sua indignação, admiro sua capacidade de perdoar.
Na minha opinião, vale manter os dois últimos posts. Plágio, para mim, é um tipo de pirataria e minha tolerância com qualquer produto pirata é ZERO.

Outra coisa: contei a "minha" história sobre o livro "Paula" em resposta ao seu post no meu blog. Pode ir lá matar a curiosidade!

Beijo.
 
Atitude nobre a sua, escrever esse texto.
Você sempre teve minha admiração e até agora só soma pontos!
Beijos

PS: Sorry pela minha ausência aqui, mas estou com muuuuuuito trabalho ultimamente e sem internet em casa! =(
 
Tuka, não desce em minha garganta este tipo de comportamento. Quer dizer que lerei Adélia prado ou Clarice e , simplesmente, direi que seus escritos são meus??? Ora, isso não se faz! Estou contigo!!
 
Puxa, Tuka, que mancada da Bruna. Muito feio tudo isso. Eu tb já encontrei um texto meu em um blog de uma aluna minha. Fiquei tão decepcionada e chateada. Entendo muito bem como vc está se sentindo. beijos
 
Olá...

Seus comentários por conter links acabaram caindo na lista de span...

Bom situação lamentável, mas já resolvida, ela é uma boa pessoa, tenho certeza que não fez por mal e por isso já desculpou, sendo assim a vida segue, já mudei o créditos que pediu.

Parabéns pelos belos textos e fico com as palavras da querida amiga Clarissa.
Ótima semana.
:*
 
Tuka, boa tarde.

Concordo com você em relação ao plágio e ficaria "doente" se acontecese comigo.
Parabéns por sua postura e pela compreensão que demonstrou em relação à Bruna. Poucos seriam assim tão compreensivos.
Admiro-a mais ainda.

Beijos
 
Postar um comentário



<< Home

Leia antes de usar
Desde 15 de janeiro de 2002 uma jornalista nonsense escreve desembestada no blog que chama carinhosamente de sua Casa.

Aqui têm besteiras demais, coisas inúteis demais, enfim, tudo o que nem precisava ser dito, muito menos escrito.

Obviamente, qualquer semelhança com a realidade é única e exclusivamente uma opção da autora.

Assim como o direito de escrever
o que bem entender, claro!


Uma campanha Casa da Tuka contra o plágio
Divulgue em seu Blog:




O Avesso dos ponteiros

Livro de cabeceira
Aparentemente é Isso Mesmo
Uma Brasileira
Heart's Place
Blog by Dani
A prateleira
Desiderata
Blônicas
Observados

Casa no Orkut


My Unkymood Punkymood (Unkymoods)



Procure aqui

powered by FreeFind


Ouvidos




website hit counter

tracker

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Get your own free Blogoversary button!
. . .

Design By:
Lin Diniz
Powered By:
Fernando Boniotti